GUIA DE MOTOS

Honda PCX

Honda PCX é racionalidade. Essa é a questão principal quando se aborda o tema do transporte individual nas grandes cidades. Está cada vez mais difícil para o habitante desses centros se cumprir as distâncias em tempo hábil quando é necessário deslocar-se ao trabalho ou para qualquer outra atividade corriqueira diária que requer deslocamento no espaço urbano

5 12

Recomendação

satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Leia as Avaliações

Ficha Técnica

  • Cilindrada: 152,90
  • Tipo de Motor: 4 tempos
  • Arrefecimento: Líquido
  • Combustível: Gasolina
  • Potência Máxima: 13.10 a 8500 rpm
  • Torque Máximo: 1.36 a 5000 rpm
  • Transmissão: CVT
  • Injeção: Eletrônica
  • Suspensão dianteira: Convencional
  • Partida: Elétrica
  • Ajuste da suspensão dianteira: Eletrônica
  • Chassi: Aço
  • Suspensão traseira: Bi-shock
  • Peso (seco): 124,00kg
  • Peso em movimento: 0,00kg (MVOM)
  • Comprimento: 1917
  • Largura: 738mm
  • Altura: 1094mm
  • Altura do Banco: 760mm
  • Distância entre Eixos: 1315
  • Pneu Dianteiro: 90/90 14 M/C 46P
  • Pneu Traseiro: 100/90 14M/C 57P
  • Capacidade do tanque: 5,9 litros
  • Ajuste da suspensão traseira: Pré-carga
  • Balança: Convencional

Motos Deste Modelo à Venda

VER TODAS De R$ 19.990,00 a R$ 19.990,00 entre 37 ofertas

Outras Versões

  • PCX 150:   2022 / 2021 / 2020 / 2019 / 2018 / 2017 / 2016 / 2015 / 2014 / 2013

  • PCX 150 DLX:   2022 / 2021 / 2020 / 2019 / 2018 / 2017 / 2016 / 2015 / 2014

  • PCX 150 SPORT:   2022 / 2021 / 2020 / 2019 / 2018

Todas as Avaliações Desta Moto

Recomendo

Prós: Fácil condução, econômica com ótimo desempenho para uso urbano. Sistema ISS que, além de desligar o motor quando o scooter para por mais de três segundos. Freio combinado, embora acho que não seria exagero um disco traseiro. Câmbio CVT é prático e ágil. Muito bem acabada, pouca vibração, sem ruídos indesejáveis. Não é barata pela categoria, mas vale o investimento pela qualidade do produto.
Contras:Parece que o modelo 2016 veio com todas as correções, mas vamos ao 2015: muito dura, pula muito em pisos irregulares, suspensão sem ajuste. Tudo bem, é um scooter, mas poderia ser mais confortável. Falta relógio e autonomia no mostrador digital e o tanque poderia ter uma maior capacidade. Ela não me deu nenhuma manutenção ainda. A questão da manutenção alta explico com minha experiência: minha mulher, principal condutora, ficou grávida e por orientação médica ficou sem pilotar no período. Mesmo ligando de vez enquando descarregou a bateria e tomei um susto, com carga baixa nada liga, nem painel, sinal algum. Em contato com a concessionária uma carga rápida resolveu, mas até lá consultei o valor de uma bateria nova: entre 800 e 900 reais! Vem equipada com a mesma bateria da minha CBR600. Deve ter alguma similar mas a original custa isso. Tive uma queda em razão de um automóvel que se atravessou na minha frente cortando a preferencial. Colidi contra a roda traseira a baixa velocidade, mas o suficiente para entortar bengalas e danificar as carenagens, que foram absorvendo o impacto e quebrando como num efeito sanfona. Resultado: perda total. O conserto à época sairia por volta de R$ 5.000,00. O seguro do condutor do automóvel fez o ressarcimento. Apesar disso adquiri outra igual, pois é um excelente scooter, minha mulher adora, mas não caia, kkk.

Recomendo

Prós: O acabamento é impecável, sem nenhum parafuso aparente, tudo de primeira. Por ser uma moto com vários componentes importados, a montagem é a mesma dos mercados de primeiro mundo, sem cortes. É uma categoria acima das 150 tradicionais, e certamente está um degrau acima das 250/300, o que justifica seu preço. O start&stop combinado com bom câmbio automático e motor de refrigeração líquida garantem um ótimo consumo, baixíssima manutenção (troca de óleo por exemplo, segundo o manual, deve ser feita a cada 8.000km, ou 4.000 se o uso for severo). Farol excelente, duplo. Botões do guidão macios, parece uma moto de preço muito mais elevado, diferente das outras Hondas porcas que ainda ganhavam botão de Titan, duro, feio e pouco ergonômico. Pneu dura bastante para uns scooter, cerca de 15.000km o traseiro, e o dobro o dianteiro. A arranca é MUITO forte.
Contras:A versão até 2015 (modelo "antigo") não possui furos para a instalação de bagageiro e bauleto, obrigando a furar a carenagem. A suspensão traseira, apesar de já melhorada, ainda deixa a desejar (mesmo para uma scooter). O ponto crítico dessa moto é o rolamento da roda traseira, dura cerca de 8.000 a 10.000km, coisa que não acontece nas outras scooter. Já vi muita reclamação em fóruns, acontece com todos proprietários... eu mesmo tive esse problema nas duas PCX que tive

Recomendo

Prós: Design; Consumo; Dirigibilidade; Ótima ao que se propõe, com exceção em terrenos irregulares e buracos.
Contras:Dura, em buracos, a suspensão e a coluna sentem muito. Tenho há quase três anos. se tivesse uma amortecedor um pouco melhor, ficava 100%.

Recomendo

Prós: Ágil e econômica.
Contras:Amortecedores ruins para estradas no Brasil

Recomendo

Prós: Fácil condução, econômica com ótimo desempenho para uso urbano. Sistema ISS que, além de desligar o motor quando o scooter para por mais de três segundos propicia uma partida instantânea ao acionar o botão start. Freio combinado, embora acho que não seria exagero um disco traseiro. Câmbio CVT é prático e ágil. Muito bem acabada, pouca vibração, sem ruídos indesejáveis. Não é barata pela categoria, mas vale o investimento pela qualidade do produto.
Contras:Parece que o modelo 2016 veio com todas as correções, mas vamos ao 2015: muito dura, pula muito em pisos irregulares, suspensão sem ajuste. Tudo bem, é um scooter, mas poderia ser mais confortável. Falta relógio e autonomia no mostrador digital e o tanque poderia ter uma maior capacidade. Ela não me deu nenhuma manutenção ainda. A questão da manutenção alta explico com minha experiência: minha mulher, principal condutora, ficou grávida e por orientação médica ficou sem pilotar no período. Mesmo ligando de vez enquando descarregou a bateria e tomei um susto, com carga baixa nada liga, nem painel, sinal algum. Em contato com a concessionária uma carga rápida resolveu, mas até lá consultei o valor de uma bateria nova: entre 800 e 900 reais! Vem equipada com a mesma bateria da minha CBR600. Deve ter alguma similar mas a original custa isso. Tive uma queda em razão de um automóvel que se atravessou na minha frente cortando a preferencial. Colidi contra a roda traseira a baixa velocidade, mas o suficiente para entortar bengalas e danificar as carenagens, que foram absorvendo o impacto e quebrando como num efeito sanfona. Resultado: perda total. O conserto à época sairia por volta de R$ 5.000,00. O seguro do condutor do automóvel fez o ressarcimento. Apesar disso adquiri outra igual, pois é um excelente scooter, minha mulher adora, mas não caia, kkk.

Recomendo

Prós: Muito bem acabada, rodas de bom tamanho, bem compacta, consegue andar bem nos corredores e na cidade sem se enroscar nos carros, bons freios, motor com boas respostas e muito econômica,
Contras:Preço de compra, rodei a cidade mas não consegui nada menos que R$9300 quando comprei. Suspensão traseira meio dura, melhorou um pouco com o uso mas ainda exige uma lombar bem forte pra aguentar a pancada.

Recomendo

Prós: O acabamento da moto é impecavel, nenhum parafuso aparente, nada de barulhos de carenagem ou pecas soltas... O StartStop é perfeito e funciona muito bem... alguns detalhes nao estao presentes na versao nacional, dentre eles um simples sensor que desativa o sistema se a moto estiver com carga da bateria baixa (e nao vai conseguir dar partida novamente), e na 2a geracao da PCX (vendida atualmente no exterior) já tem. É Honda, boa de mercado e barata de manter... Desempenho surpreendente, é uma 150 com tecnologia (transmissao modernissima, refrigeracao liquida, etc).. anda como uma 200cc, bebe como uma cinquentinha. Projeto atual, alinhado com o melhor que existe no exterior. Rodas grandes, passa segurança
Contras:Palhaçada na venda da moto, valor de tabela + frete deveria totalizar R$8.500,00 em qualquer lugar do Brasil, mas encontramos a moto até por R$10.000,00, já que o sucesso foi grande e a lista de espera (ha mais de 6 meses) passa dos 90 dias. Tive um problema na transmissao e a moto ficou 29 dias na concessionaria, nao existe peça para fabricar a moto, assim como nao existe peça para reposição. É dificil achar algum aspecto para criticar, a moto supera o que o comprador espera que a mesma entregue para essa categoria... Tem problema cronico na suspensao traseira, a Honda faz um recall branco, se o consumidor reclama, eles trocam.

Recomendo

Prós: Tudo, menos a suspensão e o amortecimento(carona)
Contras:-O carona sofre e vc percebe o final do curso do amortecedor logo na primeira imperfeição do piso, o que em São Paulo é comum e fácil de se achar. O conjunto amortecedor e toda a suspensão deveria ser revisto para um maior conforto. -Falta um pendura-treco (gancho) -Deveria vir preparada para receber um bauleto

Não Recomendo

Prós: Econômica. Fácil de manobrar e trafegar entre os carros. Arranca rápido e alcança os 60km/h com rapidez. Qualidade dos plástico é excelente, bem como o acabamento geral.
Contras:Banco duro, com forro que escorrega e com um "caroço" que atrapalha muito a posição de pilotagem. Suspensão inexistente - pra quem tem propensão a ter dores na lombar, fuja dessa scooter pois ela não está nem um pouco adaptada ao asfalto off-road de São Paulo. Sem relógio no painel, sem tomada de 12v. Os pneus são horríveis na chuva, escorregam com excessiva facilidade. Apesar de ser pequena, o banco é alto, para as pessoas de menor estatura é altamente recomendável fazer um test ride antes. Porta-luvas sem chave e que abre sozinho se tiver alguma coisa um pouco mais pesada dentro (perdi uma trava de roda que guardava ali). O espaço embaixo do banco é pequeno, não são todos os capacetes que cabem ali, muitos cabem na largura mas o banco não fecha. Pra colocar bagageiro precisa furar a carenagem.

Recomendo

Prós: Boa resposta do motor, economia de combustivel, refrigeração liquida ajuda o conforto em dias de calor extremo. A moto é imponente, chama atenção por onde passa!
Contras:Suspensão traseira é fraca, o fim de curso é constante quando se leva garupa, somente o piloto a experiência é melhor, porém ainda insatisfatória.
Avaliação
Avaliou Honda PCX
eu recomendo!

Comentarios

pros

Fácil condução, econômica com ótimo desempenho para uso urbano. Sistema ISS que, além de desligar o motor quando o scooter para por mais de três segundos. Freio combinado, embora acho que não seria exagero um disco traseiro. Câmbio CVT é prático e ágil. Muito bem acabada, pouca vibração, sem ruídos indesejáveis. Não é barata pela categoria, mas vale o investimento pela qualidade do produto.

contras

Parece que o modelo 2016 veio com todas as correções, mas vamos ao 2015: muito dura, pula muito em pisos irregulares, suspensão sem ajuste. Tudo bem, é um scooter, mas poderia ser mais confortável. Falta relógio e autonomia no mostrador digital e o tanque poderia ter uma maior capacidade. Ela não me deu nenhuma manutenção ainda. A questão da manutenção alta explico com minha experiência: minha mulher, principal condutora, ficou grávida e por orientação médica ficou sem pilotar no período. Mesmo ligando de vez enquando descarregou a bateria e tomei um susto, com carga baixa nada liga, nem painel, sinal algum. Em contato com a concessionária uma carga rápida resolveu, mas até lá consultei o valor de uma bateria nova: entre 800 e 900 reais! Vem equipada com a mesma bateria da minha CBR600. Deve ter alguma similar mas a original custa isso. Tive uma queda em razão de um automóvel que se atravessou na minha frente cortando a preferencial. Colidi contra a roda traseira a baixa velocidade, mas o suficiente para entortar bengalas e danificar as carenagens, que foram absorvendo o impacto e quebrando como num efeito sanfona. Resultado: perda total. O conserto à época sairia por volta de R$ 5.000,00. O seguro do condutor do automóvel fez o ressarcimento. Apesar disso adquiri outra igual, pois é um excelente scooter, minha mulher adora, mas não caia, kkk.

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Mais de um ano
  • Tipo de Uso: Meio de Transporte
  • Terreno Testado: Urbano
  • Quilometragem: 1000
  • Manutenção: Dentro do esperado
  • Custo de Mantenção: Alto
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Honda PCX
eu recomendo!

Comentarios

pros

O acabamento é impecável, sem nenhum parafuso aparente, tudo de primeira. Por ser uma moto com vários componentes importados, a montagem é a mesma dos mercados de primeiro mundo, sem cortes.
É uma categoria acima das 150 tradicionais, e certamente está um degrau acima das 250/300, o que justifica seu preço.
O start&stop combinado com bom câmbio automático e motor de refrigeração líquida garantem um ótimo consumo, baixíssima manutenção (troca de óleo por exemplo, segundo o manual, deve ser feita a cada 8.000km, ou 4.000 se o uso for severo).
Farol excelente, duplo.
Botões do guidão macios, parece uma moto de preço muito mais elevado, diferente das outras Hondas porcas que ainda ganhavam botão de Titan, duro, feio e pouco ergonômico.
Pneu dura bastante para uns scooter, cerca de 15.000km o traseiro, e o dobro o dianteiro.
A arranca é MUITO forte.

contras

A versão até 2015 (modelo "antigo") não possui furos para a instalação de bagageiro e bauleto, obrigando a furar a carenagem.
A suspensão traseira, apesar de já melhorada, ainda deixa a desejar (mesmo para uma scooter).
O ponto crítico dessa moto é o rolamento da roda traseira, dura cerca de 8.000 a 10.000km, coisa que não acontece nas outras scooter. Já vi muita reclamação em fóruns, acontece com todos proprietários... eu mesmo tive esse problema nas duas PCX que tive

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Mais de um ano
  • Tipo de Uso: Meio de Transporte
  • Terreno Testado: Urbano, Terra, Estrada, Pista
  • Quilometragem: 17000
  • Manutenção: Fácil de encontrar
  • Custo de Mantenção: Baixo
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Honda PCX
eu recomendo!

Comentarios

pros

Design; Consumo; Dirigibilidade; Ótima ao que se propõe, com exceção em terrenos irregulares e buracos.

contras

Dura, em buracos, a suspensão e a coluna sentem muito. Tenho há quase três anos. se tivesse uma amortecedor um pouco melhor, ficava 100%.

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Mais de um ano
  • Tipo de Uso: Meio de Transporte
  • Terreno Testado: Urbano
  • Quilometragem: 25000
  • Manutenção: Fácil de encontrar
  • Custo de Mantenção: Baixo
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Honda PCX
eu recomendo!

Comentarios

pros

Ágil e econômica.

contras

Amortecedores ruins para estradas no Brasil

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Menos de um ano
  • Tipo de Uso: Lazer
  • Terreno Testado: Urbano, Terra, Estrada, Pista
  • Quilometragem: 1
  • Manutenção: Dentro do esperado
  • Custo de Mantenção: Baixo
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Honda PCX
eu recomendo!

Comentarios

pros

Fácil condução, econômica com ótimo desempenho para uso urbano. Sistema ISS que, além de desligar o motor quando o scooter para por mais de três segundos propicia uma partida instantânea ao acionar o botão start. Freio combinado, embora acho que não seria exagero um disco traseiro. Câmbio CVT é prático e ágil. Muito bem acabada, pouca vibração, sem ruídos indesejáveis. Não é barata pela categoria, mas vale o investimento pela qualidade do produto.

contras

Parece que o modelo 2016 veio com todas as correções, mas vamos ao 2015: muito dura, pula muito em pisos irregulares, suspensão sem ajuste. Tudo bem, é um scooter, mas poderia ser mais confortável. Falta relógio e autonomia no mostrador digital e o tanque poderia ter uma maior capacidade. Ela não me deu nenhuma manutenção ainda. A questão da manutenção alta explico com minha experiência: minha mulher, principal condutora, ficou grávida e por orientação médica ficou sem pilotar no período. Mesmo ligando de vez enquando descarregou a bateria e tomei um susto, com carga baixa nada liga, nem painel, sinal algum. Em contato com a concessionária uma carga rápida resolveu, mas até lá consultei o valor de uma bateria nova: entre 800 e 900 reais! Vem equipada com a mesma bateria da minha CBR600. Deve ter alguma similar mas a original custa isso. Tive uma queda em razão de um automóvel que se atravessou na minha frente cortando a preferencial. Colidi contra a roda traseira a baixa velocidade, mas o suficiente para entortar bengalas e danificar as carenagens, que foram absorvendo o impacto e quebrando como num efeito sanfona. Resultado: perda total. O conserto à época sairia por volta de R$ 5.000,00. O seguro do condutor do automóvel fez o ressarcimento. Apesar disso adquiri outra igual, pois é um excelente scooter, minha mulher adora, mas não caia, kkk.

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Mais de um ano
  • Tipo de Uso: Meio de Transporte
  • Terreno Testado: Urbano, Terra, Estrada, Pista
  • Quilometragem: 1000
  • Manutenção: Dentro do esperado
  • Custo de Mantenção: Alto
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Honda PCX
eu recomendo!

Comentarios

Na realidade o ano de fabricação é 2014, mas a caixa de texto não aceitou o ano correto.

pros

Muito bem acabada, rodas de bom tamanho, bem compacta, consegue andar bem nos corredores e na cidade sem se enroscar nos carros, bons freios, motor com boas respostas e muito econômica,

contras

Preço de compra, rodei a cidade mas não consegui nada menos que R$9300 quando comprei. Suspensão traseira meio dura, melhorou um pouco com o uso mas ainda exige uma lombar bem forte pra aguentar a pancada.

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Menos de um ano
  • Tipo de Uso: Meio de Transporte
  • Terreno Testado: Urbano
  • Quilometragem: 2050
  • Manutenção:
  • Custo de Mantenção:
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Honda PCX
eu recomendo!

Comentarios

É o melhor que existe até 200cc no país. Pra quem pode investir um pouco mais (quase o montante necessario para comprar uma 250cc street) mas é exigente, quer tecnologia, conforto e praticidade, essa é a moto certa.

pros

O acabamento da moto é impecavel, nenhum parafuso aparente, nada de barulhos de carenagem ou pecas soltas...
O StartStop é perfeito e funciona muito bem... alguns detalhes nao estao presentes na versao nacional, dentre eles um simples sensor que desativa o sistema se a moto estiver com carga da bateria baixa (e nao vai conseguir dar partida novamente), e na 2a geracao da PCX (vendida atualmente no exterior) já tem.

É Honda, boa de mercado e barata de manter...

Desempenho surpreendente, é uma 150 com tecnologia (transmissao modernissima, refrigeracao liquida, etc).. anda como uma 200cc, bebe como uma cinquentinha. Projeto atual, alinhado com o melhor que existe no exterior.

Rodas grandes, passa segurança

contras

Palhaçada na venda da moto, valor de tabela + frete deveria totalizar R$8.500,00 em qualquer lugar do Brasil, mas encontramos a moto até por R$10.000,00, já que o sucesso foi grande e a lista de espera (ha mais de 6 meses) passa dos 90 dias.
Tive um problema na transmissao e a moto ficou 29 dias na concessionaria, nao existe peça para fabricar a moto, assim como nao existe peça para reposição.
É dificil achar algum aspecto para criticar, a moto supera o que o comprador espera que a mesma entregue para essa categoria...

Tem problema cronico na suspensao traseira, a Honda faz um recall branco, se o consumidor reclama, eles trocam.

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Menos de um ano
  • Tipo de Uso: Meio de Transporte
  • Terreno Testado: Urbano, Terra, Estrada, Pista
  • Quilometragem: 9000
  • Manutenção:
  • Custo de Mantenção:
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Honda PCX
eu recomendo!

Comentarios

A que dirigi e ainda dirijo antes da minha chegar não é minha.
Testei Burgman, Lead antes da decisão e a PCX foi imbatível. Como uma scooter não é algo que vc troca sempre.... Decidi esperar o tempo pedido pela concessionária. O que é um absurdo. Falta de planejamento da Honda ou ela fez mais sucesso do que a própria Honda esperava.
Espero ansioso a chegada da minha para alguns passeios na estrada com o pessoal do Clube de Scooters

pros

Tudo, menos a suspensão e o amortecimento(carona)

contras

-O carona sofre e vc percebe o final do curso do amortecedor logo na primeira imperfeição do piso, o que em São Paulo é comum e fácil de se achar. O conjunto amortecedor e toda a suspensão deveria ser revisto para um maior conforto.
-Falta um pendura-treco (gancho)
-Deveria vir preparada para receber um bauleto

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Menos de um ano
  • Tipo de Uso: Lazer
  • Terreno Testado: Urbano
  • Quilometragem: 230
  • Manutenção:
  • Custo de Mantenção:
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Honda PCX
eu não recomendo!

Comentarios

Para se tornar mínimamente confortável, é preciso trocar a espuma e o forro do banco (removendo o caroço) e trocar a suspensão traseira. E pra se tornar segura em piso molhado é necessário trocar os pneus. Não sei se compensa investir tanto, a não ser que seja seu único meio de transporte, ou seja, além de desembolsar o valor absurdo que cobram por ela tem que ter mais um bom dinheiro pra investir nessas melhorias.
Alguns colegas que têm a PCX relataram que depois dos 7 mil km, ela perde velocidade final e não passa mais dos 110km/h.
E ela não chega nos 120km/h ela CORTA nos 120km/h, ou seja, pra evitar o "susto" a velocidade de cruzeiro dela é entre 115 - 118 km/h, mas pra passar dos 100km/h é um exercício de paciência.
Muita gente está fazendo upgrade para a PCX achando que vai ser possível pegar estrada com ela, mas alerto que não será uma viagem sossegada, ela perde muita velocidade nas subidas e você estará trabalhando sem nenhuma folga de motor, as ultrapassagens serão sofridas e demandarão um espaço bastante grande para serem concluídas. É um veículo pensado e projetado pra uso urbano, pegue estrada por sua conta e risco, esteja ciente das limitações e muita atenção aos retrovisores pois será comum caminhões e ônibus pedirem passagem.

pros

Econômica.
Fácil de manobrar e trafegar entre os carros.
Arranca rápido e alcança os 60km/h com rapidez.
Qualidade dos plástico é excelente, bem como o acabamento geral.

contras

Banco duro, com forro que escorrega e com um "caroço" que atrapalha muito a posição de pilotagem.
Suspensão inexistente - pra quem tem propensão a ter dores na lombar, fuja dessa scooter pois ela não está nem um pouco adaptada ao asfalto off-road de São Paulo.
Sem relógio no painel, sem tomada de 12v.
Os pneus são horríveis na chuva, escorregam com excessiva facilidade.
Apesar de ser pequena, o banco é alto, para as pessoas de menor estatura é altamente recomendável fazer um test ride antes.
Porta-luvas sem chave e que abre sozinho se tiver alguma coisa um pouco mais pesada dentro (perdi uma trava de roda que guardava ali).
O espaço embaixo do banco é pequeno, não são todos os capacetes que cabem ali, muitos cabem na largura mas o banco não fecha.
Pra colocar bagageiro precisa furar a carenagem.

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Menos de um ano
  • Tipo de Uso: Meio de Transporte
  • Terreno Testado: Urbano, Estrada
  • Quilometragem: 2950
  • Manutenção:
  • Custo de Mantenção:
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
Avaliação
Avaliou Honda PCX
eu recomendo!

Comentarios

pros

Boa resposta do motor, economia de combustivel, refrigeração liquida ajuda o conforto em dias de calor extremo. A moto é imponente, chama atenção por onde passa!

contras

Suspensão traseira é fraca, o fim de curso é constante quando se leva garupa, somente o piloto a experiência é melhor, porém ainda insatisfatória.

CONDIÇÕES DO TESTE

  • Tempo de uso: Menos de um ano
  • Tipo de Uso: Utilitário (Trabalho)
  • Terreno Testado: Pista
  • Quilometragem: 1854
  • Manutenção:
  • Custo de Mantenção:
satisfação geral
DIRIGIBILIDADE
VISUAL
CONSUMO
CONFORTO
CUSTO X BENEFÍCIO
PERFOMANCE
É expressamente proibida a reprodução de qualquer matéria sem a prévia autorização do Motonline e dos autores (Inciso I do Artigo 29 - Lei 9.610/98).
Proibida a reprodução parcial ou integral mesmo que citada a fonte. Todos os direitos reservados. As matérias assinadas são de exclusiva responsabilidade de seus autores.
Site Ramar Ventures

buscar conteúdo

Encontre anúncios, guias, notícias e conteúdos sobre motos.